Agora ao vivo Live Stream André Coimbra PokerStars.pt

Erros ao Ler o Seu Adversário - Execução

estratégia poker pokernews

A maioria dos jogadores aceita que para ser um bom jogador de Poker, temos que colocar o nosso adversário numa determinada mão. O interessante é que muitos maus jogadores têm o costume de pôr os adversários numa mão. Mas infelizmente, eles continuam maus porque não conseguem proceder de acordo com o seu read. Eles sabem o que têm a fazer mas não o fazem.

Lembro-me de um pote em que já não jogava uma mão há uma hora. E já agora, esta estratégia era correcta porque nessa hora só recebi, K-4, 9-3, 4-7, Q-2… estão a perceber? Depois assim do nada, recebo A-A. Um jogador ao meu lado fez raise, eu fiz reraise e ele faz call. O flop 9-6-2. Ele apostou, eu fiz raise. E foi fazendo call até ao fim. Pelos vistos, ele tinha A-9. É sempre um prazer saber que o nosso adversário só tinha dois outs.

Depois de virar as cartas, ele disse: "Eu sabia que tinhas que ter Ases ou Reis". Penso que já todos ouvimos qualquer coisa do género quando mostramos a mão vencedora "Eu sabia que tinhas flush…Sabia que tinhas três setes…Sabia que tinhas straight" e o que me espanta nestes jogadores é que conseguem por os seus adversários numa mão – e às vezes na mão correcta. No entanto não reagem à sua leitura. Não executam de acordo.

Um exemplo ainda mais estranho. Eu tinha K-K e até os joguei obviamente (raise pré-flop e sempre a apostar). O meu adversário ficou com backdoor flush no flop e saiu-lhe no river. Depois de eu apostar no river e ele fazer call, diz-me ele: "Achava que tinhas Ases ou Reis." Se ele pensava isto, porque não me fez raise no river?

Existem três erros comuns que podem ser feitos (entre muitos outros) em relação a executar de acordo com as leituras. Estes erros são de uma maneira ou de outra, fazer o contrário do que deveríamos fazer de acordo com o que achamos que o adversário tem. Se tivesse 7-8 e o flop fosse A-8-5, provavelmente iria fazer fold se houvesse muita acção. Por vezes, quando a acção torna-se muito pesada, fazemos fold à melhor mão. Não há nada de errado com isso. Às vezes simplesmente temos que fazer fold porque é muito difícil fazer call. Mas estes erros ocorrem quando temos uma boa mão, mas perdedora. Nestes casos os jogadores arranjam uma desculpa para fazer call. Estas desculpas ou razões estão aqui listadas. Eu classifiquei-as como "erros".

ERRO COMUM #1: FAZER CALL PARA PROVAR QUE TINHA RAZÃO

Você tem A-10 e fez raise pré-flop. Um jogador tight faz-lhe reraise na big blind. O flop é A-7-2. O jogador tight aposta, você faz raise. Ele faz novamente raise. O que é que ele têm? A maioria dos bons e maus jogadores dirão que tem AK ou um set (3-of-a-kind). Eu diria que isso está correcto. Então que fazer agora? Bem, pelos vistos parece que você tem 3 outs e não tem pot odds para fazer call, por isso deve fazer fold.

Esta é a maneira correcta de "executar" a nossa leitura. No entanto, a maioria dos jogadores irá fazer call no turn e no river, sabendo que vão perder. Simplesmente querem ficar satisfeitos por ter feito a leitura correcta do jogador tight. Isto é ridículo. De que serve colocar o nosso adversário numa mão se não agirmos de acordo com isso?

ERRO COMUM #2: MUDANÇA DE IDEIAS SEM SENTIDO

Esta é uma armadilha que você tem que se treinar para saber se livrar. Digamos que você tem A-9 e o flop foi A-J-8. Um jogador sólido aposta e você faz call. Não tem a certeza da mão dele mas suspeita que está batido. No entanto, se ele fizer check no turn pode ser que afinal esteja na frente. No turn um 7, e ele volta a apostar, normalmente faria fold mas agora ficou com um inside straight draw, e o 9 (dois pares) também deviam ser suficientes. Faz call.

No river, sai um 4 e ele aposta. Você sabe que está batido mas depois muda de ideias quanto à mão dele. E se ele estivesse este tempo todo a apostar com K-J? E se tiver K-K e estiver com esperanças que você não tem o Ás? De repente começa a imaginar mãos que você podia ganhar, e não só faz isso como até se convence que é uma destas mãos que ele tem. Na teoria a única mão que você pode bater, é um A-6 ou pior. Nestes casos, o "primeiro instinto normalmente é o correcto"! Não comece a imaginar mãos que você pode vencer e depois tentar colocá-las no seu adversário.

ERRO COMUM #3: MOSTRAR A MÂO PERDEDORA A TODA A GENTE

Esta é mesmo muito comum. Você tem A-K. O flop é A-K-10. Que bom! Você aposta e três fazem call. No turn vem um J. Você aposta e há um raise e reraise. Tantas pessoas irão fazer call no turn e no river e eu sei porquê. Eles sabem que ambos os seus adversários têm uma Dama. Mas, querem virar cartas, custe o que custar, porque querem mostrar a sua mão e ganhar a simpatia da mesa: "Tinha A-K, fiquei com dois pares no flop. Vejam com que eu perdi!" Mas eu não fico com pena, porque eles sabiam que estavam a pagar uma mão melhor. Apenas perderam dinheiro para mostrar o seu azar. È incrível como as pessoas estão dispostas a perder tanto dinheiro para mostrar que perderam com uma boa mão.

Eu assisti a uma mão mesmo estranha deste tipo uma noite destas. O jogador X tinha A-A e o seu adversário tinha 4-4. O flop foi 4-3-3. Uma guerra de raises no flop. O turn foi mais um 3. X aposta e Y faz raise. X decide apenas fazer call desta vez. No river o quarto 3. X aposta (com nuts) e Y fez call com cara de enjoo. Se olharmos com cuidado veremos que Y só podia dividir o pot se X tivesse 4-2. Mas como X fez raise pré-flop e estava numa guerra de raises no flop, não existe hipótese nenhuma que ele tenha 4-2. Qualquer outra mão que X tenha, irá vencer a Y. Mesmo que X tivesse 5-2, ele ganharia o pote. Por isso só existe uma razão para o Y fazer call no river: porque ele queria mostrar que perdera depois de ficar com full-house no flop.

Preparado para construir a tua própria banca? Abre a tua conta numa das nossas salas de poker e aproveita os nossos bónus.

Mais notícias

O que pensas?